Seção de atalhos e links de acessibilidade

PREFEITURA DE NOVA XAVANTINA INICIA ATIVIDADES DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO "SETEMBRO AMARELO"


Data: 09 de Setembro de 2022
Categoria: Nenhuma

Categoria: Nenhuma

A Prefeitura Municipal de Nova Xavantina através da Secretaria de Saúde por meio do Centro de Atenção Psicossocial – CAPS realizara durante todo o mês eventos alusivo ao Setembro Amarelo.

SETEMBRO AMARELO – PREVENÇÃO AO SUICÍDIO

O setembro amarelo é uma campanha brasileira que existe desde 2015, dedicada à conscientização da prevenção ao suicídio. Durante o mês, diversas ações são realizadas buscando dar voz à problemática, que muitas vezes não recebe a devida atenção. Atualmente, podemos dizer que o tabu em volta do assunto já é menor, mas, que ainda existem obstáculos que impedem que a pauta seja efetiva e tenha bons resultados na sociedade.

É nesse mês que no dia 10 se comemora o dia mundial de prevenção do suicídio.

Ao mesmo tempo em que há muita discussão sobre o tema e que são organizadas caminhadas, durante esse mês alguns locais são decorados com a cor amarela. Assim, já foram iluminados de amarelo o Cristo Redentor, o Congresso Nacional, a Catedral e o Paço Municipal de Fortaleza, entre outros.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 32 pessoas se suicidam por dia no Brasil, o que significa que o suicídio mata mais brasileiros do que doenças como a AIDS e o câncer.

O assunto é envolto em tabus, por isso, a organização da campanha acredita que falar sobre o mesmo é uma forma de entender quem passa por situações que levem a ideias suicidas, podendo ser ajudadas a partir do momento em que as mesmas são identificadas.

As situações que levam a esse fim podem surgir de quadros de depressão, bem como do consumo de drogas.

 

É por isso que “Falar é a melhor solução” é o slogan da campanha, cujos envolvidos na sua organização acreditam que conscientizando as pessoas podem prevenir 9 em cada 10 situações de atos suicidas.

 

Origem do Setembro Amarelo

O Setembro Amarelo começou nos EUA, quando o jovem Mike Emme, de 17 anos, cometeu suicídio, em 1994. Mike era um rapaz muito habilidoso e restaurou um automóvel Mustang 68, pintando-o de amarelo. Por conta disso, ficou conhecido como "Mustang Mike". Seus pais e amigos não perceberam que o jovem tinha sérios problemas psicológicos e não conseguiram evitar sua morte.

No dia do velório, foi feita uma cesta com muitos cartões decorados com fitas amarelas. Dentro deles tinha a mensagem "Se você precisar, peça ajuda.". A iniciativa foi o estopim para um movimento importante de prevenção ao suicídio, pois os cartões chegaram realmente às mãos de pessoas que precisavam de apoio.

Em consequência dessa triste história, foi escolhido como símbolo da luta contra o suicídio, o laço amarelo. Se pensar em suicídio busque ajuda.

É importante que as pessoas que estejam passando por momentos de crise busquem ajuda. O ideal é um acompanhamento psicológico, além do apoio da família e dos amigos. Para isso, é essencial que as pessoas consigam falar sobre o que sentem.

 

OBJETIVOS DA CAMPANHA

 

  • Trazer visibilidade para o tema, e conscientizar a população para a prevenção de suicídios.
  • Proporcionar os veículos de mídia, a internet e as redes sociais tem conseguido trazer cada vez mais visibilidade para esse tema, que ainda é tratado como tabu em muitas regiões do país.
  • Conscientisar a população sobre a prevenção do suicídio, buscando alertar a respeito da realidade da prática no Brasil e no mundo.
  • Incentivar a pessoa a procurar ajuda profissional.
  • Oferecer suporte emocional e faça com que a pessoa entenda que realmente você está disponível para ela.

 

MÉTODO

 

A presente campanha será realizada no mês de Setembro, com o Tema: “FALAR É A MELHOR SOLUÇÃO”.

A temática será explanada no site da Prefeitura Municipal de Nova Xavantina, Faceboock da Secretaria Municipal de Saúde, Rádio Local: Resende FM, 05 (cinco) Faixas Alusivas distribuídas nos pontos estratégicos da cidade, folder e adesivo. Objetivando a sensibilização da sociedade na prevenção ao suicídio.

Pontos estratégicos para faixas: Em frente ao Banco do Brasil, em frente ao CAPS I, em frente à praça das bandeiras, na BR (rotatória na avenida Brasil Central e na BR 158 na altura do posto amigão).

 

PÚBLICO ALVO:

 

Alunos da Rede de Ensino Médio: Estaduais e Particular.

 

Também será proporcionado Roda de Conversas com os alunos da referida Escola, sobre o Tema: Valorização da Vida – Falar é a Melhor Solução. Na Escola Estadual Militar Tiradentes, profissionais: Nádia Rosa e Fabrícia Galindo.

Dia: 09/09/2022

Horário: 07:30min às 09:00 horas

Dia: 13/09/2022

Horário: 13: 30min às 15: 00 horas

 

A segunda programação pra o evento é uma roda de conversa com os alunos do ensino médio das escolas estaduais e particular do município.

 

Dia 13/09/2022

Horário: matutino – 08h00min as 09:30min e vespertino – 14:00 as 15:30;

Local: Auditório da escola Billy Gancho

Atividade proposta: Roda de Conversa com o Promotor de Justiça Civel João Ribeiro da Mota, Defensor Público Tiago Venicius P. Passos, Dra Marli Okida (período da manhã) e Psicóloga Fabricia Galindo (período da tarde).

 

Palestra na Escola JK

 

Dia: 15/09/2022

Horário: 09h30min às 11h

 

Público Alvo: Alunos Ensino Médio

 

A Campanha contará também com uma Caminhada e Pit Stop

Dia 20/09/2022

Horário: 07h30min às 10h

Caminhada: saída da praia do sol em direção ao Banco do Brasil, passando pela Avenida Rio Grande, Paraná, Couto Magalhaes e Mato Grosso.

Local do Pit Stop: Enfrente o Banco do Brasil

Atividade: entrega de panfletos no comercio e população e adesivação de carros.

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

Morte e vida são faces inseparáveis de uma mesma moeda. Desejar estar morto é um sinal marcante de sofrimento e, muitas vezes, sentir-se ouvido e compreendido já traz alívio grande o bastante para que se evite uma tentativa de suicídio.

Esse é um assunto para ser falado dentro de casa, nas escolas, nas igrejas. Nunca de forma pejorativa, moralista ou julgadora. Considero que o mais importante é acolher, escutar, se mostrar presente. Não criticar. Em geral, a tentativa de suicídio é a única forma que a pessoa consegue enxergar para aliviar seu sofrimento naquele momento.

Nós, profissionais, familiares ou amigos, podemos ajudar a pessoa a enxergar outras formas de alívio, outras soluções para seus problemas. Exercitar e trabalhar o poder da escuta, por si só, já ajuda a salvar vidas.

Toda campanha, como é o caso do Setembro Amarelo, tem sua importância em trabalhos de prevenção. No entanto, isso não basta. Não adianta falarmos exaustivamente sobre suicídio durante um mês e esquecer-se disso no resto do ano. É necessário que se criem trabalhos continuados de conscientização sobre o assunto na mídia, escolas, universidades e empresas.